GLOCK A HISTÓRIA

GLOCK A HISTÓRIA

A pistola de ação segura Glock é a arma de fogo favorecida para dois terços das agências de aplicação da lei dos EUA, para não mencionar as forças armadas e as agências de segurança de países de todo o mundo incluindo a Policia Federal.

Então, como Glock Ges.mbH, um fabricante de armas localizado em Deutsch-Wagram, na Áustria, se expandiu meteoricamente para uma das maiores marcas de armas de fogo do mundo? Aqui está uma rápida recapitulação da história da Glock, começando com seu fundador, Gaston Glock.

O fabricante de armas improvável
Glock era um engenheiro austríaco cuja empresa fabricava hastes de cortina e facas, bem como granadas de mão e ferramentas de trincheira para as forças armadas austríacas. Em 1980, enquanto se encontrava com membros do Ministério da Defesa da Áustria, Glock ouviu oficiais militares falando sobre sua necessidade de armas de fogo mais modernas e eficazes para seus soldados. Especialista em polímeros, a Glock teve a brilhante ideia de produzir uma pistola de plástico que era leve e ainda durável e fácil de usar do que as armas de mão tradicionais, de acordo com o livro “Glock: The Rise of America’s Gun”.

Glock 17
Glock começou a experimentar o conceito em sua oficina de garagem. Depois de um ano, ele buscou uma patente do governo austríaco para uma arma de fogo que ele chamou de Glock 17. Quando o apresentou às autoridades militares austríacas, eles aceitaram ansiosamente a arma por sua maior capacidade de munição, durabilidade e controle de gatilho superior. Os militares austríacos compraram 20 mil pistolas Glock 17 para seus soldados em 1982, E os serviços policiais austríacos contraíram a Glock para comprar a arma semi-automática pouco depois, de acordo com o The Telegraph, com sede no Reino Unido.

Expansão para os Estados Unidos
Após o seu sucesso inicial, Gaston Glock começou a inventar outras pistolas Glock que atendiam a públicos-alvo específicos de armas com base em tamanho de arma, estilo e outros recursos precisos. Em 1988, ele decidiu levar o Glock para a América.

Os departamentos de polícia dos EUA lutando contra o crescente comércio internacional de drogas se tornaram o público mais entusiasmado de Glock, de acordo com um relatório da NPR . Funcionários da polícia ficaram apaixonados por seu peso leve em forma de polímero, facilidade de domínio, operação de recuo reduzido, precisão elevada, capacidade de munição superior e atração de gatilho constante, visivelmente construída com uma engenhosidade incrível e admirável. Os departamentos policiais em todo o país receberam grandes descontos sobre o preço das armas semi-automáticas para persuadi-las a contratar com Glock. Este plano de marketing intencional influenciou o mercado público mais lucrativo. Os entusiastas das armas civis reagiram à aprovação das pistolas com as unidades da polícia comprando Glocks pelo preço total, de modo que a Glock poderia colher a margem de lucro total.

Glock continuou a produzir mais variedades de armas de mão para satisfazer a crescente demanda dos consumidores. Hoje, a Glock fornece uma linha de produtos de mais de 50 pistolas para uma variedade de proprietários de armas, de acordo com o site corporativo da Glock. Os entusiastas das armas civis reagiram à aprovação das pistolas com as unidades da polícia comprando Glocks pelo preço total, de modo que a Glock poderia colher a margem de lucro.

Glock no Brasil

No Brasil há apenas 3 modelos para o uso civil, os modelos G25, G28 e G42, todos com o calibre 380 Auto. Os modelos 9mm (exceto a G18) e .40 S&W são de uso exclusivo das forças armadas e policiais, sendo o 9mm apenas para uso das forças armadas e CACs (Caçador, Atirador e Colecionador).

Obs.: No Brasil os calibres de armas, em suma, são definidos como permitidos e restritos. Sendo essa restrição ligada a prerrogativa de sua aquisição. Além dos profissionais ligados diretamente ou indiretamente a segurança pública (Policiais, Juízes, Promotores, Forças Armadas) os Atiradores, Colecionadores e Caçadores regulamentados pelo R-105 também podem adquirir armas em calibres restritos. Devendo observar a legislação vigente e específica.

 

Compartilhe essa informação:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *