Resenha da Arma AK-47

Resenha da Arma AK-47

Após o final da Segunda Guerra Mundial, o mundo tornou-se bipolar, dividido-se entre duas grandes potências, uma capitalista (Estados Unidos) e a outra socialista (União Soviética – atual Rússia). Tal período ficou conhecido como Guerra Fria, marcado por constantes ameaças tanto de confronto armado direto através de tropas, quanto indireto, através de bombas nucleares de longo alcance.

Foi nesse contexto que a União Soviética desenvolveu o fuzil de assalto mais utilizado e famoso do mundo: o AK-47 (Avtomat Kalashnikov – modelo do ano de 1947).

Modelos

A AK-47 não foi fabricada apenas em território russo. Sua produção foi licenciada para outros países que também integravam o bloco comunista, tais como a Polônia, Hungria e China. O armamento foi constantemente aprimorado e originou outros modelos:

  • AKM (1959): externamente não houve mudanças relevantes, mas o mecanismo interno teve grandes modificações. Destaca-se que o material utilizado para sua produção era muito mais leve.
  • AKMS: esse modelo foi desenvolvido para tropas aeroterrestres. Oferecia a possibilidade de acoplar acessórios como lança granadas e visores infravermelhos, além de possuir coronha rebatível.
  • AK-74 (1978): foi desenvolvido em contraposição ao M-16 estadunidense. O armamento mudou para o calibre 5.54mm e se tornou mais seguro e leve.

Ainda que diferentes modelos surjam, o AK possui características que são sua marca registrada: precisão e estabilidade no tiro, fabricação, manutenção e sistema de funcionamento simples e resistência às adversidades climáticas extremas.

Reputação

A AK-47 possui excelente reputação entre especialistas principalmente no que tange à sua resistência à água, areia e lama, bem como por sua simples manutenção. Se comparado ao seu maior rival, o fuzil de fabricação estadunidense M4A1, o AK-47 é considerado mais confiável e resistente, além de exigir menos cuidados com limpeza e manutenção.

Ao ser comparada com espingardas modernas, possui muitas partes móveis que podem prejudicar a precisão do disparo, além de ser mais ruidosa, pesada e ter um raio de ação eficaz consideravelmente curto, bem abaixo dos fuzis modernos.

Vantagens do AK-47

Algumas de suas inovações são responsáveis pelo sucesso desse fuzil:

  • Mais espaço: como o AK-47 tem mais espaço entre as peças, ele tende a emperra muito menos em condições de neve, água ou lama. Outra vantagem é que a sujeira não se acumula, ao passo que é expelida no processo de disparo.
  • Giro parafuso: um ferrolho comum empurra o cartucho para a culatra, mas como o AK-47 utiliza um ferrolho rotativo que gira em seu eixo, há maior facilidade na entrada do cartucho e as chances de emperrar são menores.
  • Munição mais leve: diferentemente dos demais fuzis da época, o AK apostou em uma intermediária, garantindo um coice mais tranquilo. Isso facilitou o seu uso, já que os atiradores mais inexperientes conseguiam aguentar o coice sem perder a precisão do tiro.

Especificações Técnicas

  • Fabricação de baixo custo;
  • Cadência: 600 tiros por minuto;
  • Velocidade do projétil na boca do cano: 721m/s;
  • Cartucho: 7,62x39mm (cartucho curto – padrão russo);
  • Calibre: 7,62;
  • Alcance total: 1.500 metros;
  • Alcance útil: 300 metros;
  • Peso: 4,3kg desalimentada e 4,8kg alimentada;
  • Comprimento: 87 centímetros;
  • Alimentação: carregadores de 20,30 ou 90 munições.

Compartilhe essa informação:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *