Saiba como está o mercado de armas de fogo no Brasil em 2019

Saiba como está o mercado de armas de fogo no Brasil em 2019

Confira o que mudou no comércio de armas de fogo após novo decreto do governo que flexibiliza a compra do produto.

A chegada do novo governo agitou o mercado de armas no Brasil em 2019, mas como andam as vendas depois do decreto de armas? Você sabe o que mudou?

Neste artigo, confira os impactos dessas mudanças para o comércio de armas de fogo e quais foram as alterações para a posse e compra do produto.

O que mudou no mercado brasileiro de armas em 2019?

Durante as eleições, as expectativas para o mercado de armas no Brasil em 2019 eram altas e o novo governo apontava para uma flexibilização no Estatuto do Desarmamento, que realmente aconteceu em maio.

A mudança veio por meio do decreto 9797 e animou tanto os consumidores quanto as empresas, que preveem um aumento na venda de armas de fogo no Brasil.

Além de facilitar o processo de compra para quem tem posse de arma de fogo, o decreto traz muitos benefícios para as fabricantes de armas do país e pode movimentar o mercado de armas de fogo no Brasil, contribuindo para a nossa economia.

Mudanças do novo decreto

mudança

O otimismo do mercado brasileiro de armas se deve às alterações já feitas pelo decreto e a outras que ainda serão votadas pelo governo. A tendência da venda de armas de fogo no Brasil é só crescer.

Um grande exemplo desse otimismo são os novos fabricantes de armas chegando no Brasil com a promessa de aquecer ainda mais o comércio de armas de fogo.

Mas, você já sabe o que muda após o novo decreto? A gente explica:

  •  Idade mínima

A idade mínima para posse de armas ainda é 21 anos. A mudança está na prática de tiro esportivo: agora jovens a partir dos 14 anos podem praticar com a autorização dos responsáveis legais.

  • Validade do registro

A validade do Certificado de Registro de Arma de Fogo também foi alterada e passou de 5 para 10 anos. Agora, o prazo para renovação da posse ficou igual ao do porte de armas.

Outra mudança no registro de armas é que agora apenas um documento serve para registrar todas as armas de um mesmo dono.

  • Quem pode solicitar o porte

Essa é uma das mudanças que mais pode trazer benefícios para o mercado de armas no Brasil em 2019: o decreto traz uma série de categorias profissionais que podem transportar as armas de fogo.

São elas: político em exercício de mandato, jornalista de cobertura policial, instrutor de tiro, donos de loja de armas de fogo ou de escola de tiro, agente de trânsito, advogado, moradores de área rural, oficial de justiça, conselheiro tutelar, armeiro, caminhoneiro, colecionador ou caçador com certificado e agente público da área de segurança pública ativo ou inativo.

Outra proposta do documento que pode movimentar o mercado de armas de fogo no Brasil é a liberação da importação de armas, mas essa mudança ainda não foi aprovada.

Agora que você sabe como está o mercado brasileiro de armas, que tal ter um lugar para praticar? O Clube Ponto 40 disponibiliza várias opções de curso e pacotes de tiro avulsos, confira no site!

Quer ficar por dentro das novidades do mercado de armas? Acesse o site do Clube Ponto 40 para saber tudo sobre armas de fogo e treinos de tiro.

Leia também: Saiba tudo sobre o procedimento para importação de arma de fogo

Compartilhe essa informação:

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *